Igreja Mórmon Faz Doação Histórica ao Grupo de Apoio LGBTQ Afirmação Para Treinamento em Prevenção Ao Suicídio

Publicado no The Salt Lake Tribune

Por Kathy Stephenson

Traduzido por Luiz Correa

 

A Fundação LDS, a divisão de caridade da Igreja Mórmon, doou US $ 25.000 para um grupo de apoio LGBTQ para pagar o  treinamento de prevenção ao suicídio.

O presente está sendo chamado de histórico por membros da Afirmação, que dizem que é a primeira vez que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias trabalha com o grupo de apoio independente para os mórmons gays.

“Na última década, passamos muito tempo construindo um relacionamento produtivo com a Igreja SUD para criar um espaço seguro para as pessoas LGBTQ”, disse o presidente da Afirmação, Carson Tueller, em uma entrevista.

Embora a Afirmação e a igreja possam ter diferenças em algumas áreas, em pelo menos um tópico – prevenção do suicídio – eles encontraram algo em comum.

“Este é um daqueles lugares onde nossas missões se sobrepõem e se mesclam”, disse Tueller. “Este é um bom presságio e mostra uma certa quantidade de confiança que foi construída.”

Mais do que apenas fazer história, no entanto, a doação também pode salvar vidas, disse Tueller, porque permitirá que os líderes da Afirmação se tornem instrutores certificados de prevenção do suicídio.

“Esperamos que esta doação da Fundação LDS à Afirmação ajude na prevenção do suicídio entre os Mórmons LGBTQ + em todo o mundo e também seja um encorajamento para os membros SUD, bispos, presidência dos Rapazes e Moças e outros que trabalham com jovens mórmons para tirar proveito dessas afirmações. oportunidades de treinamento conosco ”, disse Tueller em um comunicado à imprensa.

“Não podemos fazer isso sozinhos”, acrescentou, “somente trabalhando juntos podemos começar a alcançar todos que precisam ser alcançados dentro e fora da igreja”.

Um dos principais institutos de treinamento em prevenção de suicídio, o QPR – Question, Persuade e Refer (Perguntar, Persuadir e Referir)- treinará líderes da Afirmação, que por sua vez treinarão membros em todo o mundo em inglês, espanhol e português.

“Estamos comprometidos em trabalhar com parceiros da comunidade para ajudar a prevenir o suicídio e esperamos que essa contribuição apoie esta importante causa”, disse o porta-voz da Igreja SUD, Doug Andersen, em um comunicado. “Estamos conscientes daqueles que estão lutando e incentivá-los a buscar ajuda.”

A afirmação foi fundada em 1977, numa época em que a admissão de atração pelo mesmo sexo entre os fiéis mórmons era uma questão de turbulência interna, vergonha profunda e rejeição religiosa – até mesmo uma causa de suicídio.

Um grupo de ativistas da Universidade Brigham Young queria garantir que os mórmons gays fossem amados e não sozinhos, enquanto se esforçavam para impedi-los de se matar. Em pouco tempo, os capítulos surgiram em Salt Lake City, Denver, Los Angeles e, finalmente, em todo o país, bem como no exterior.

Na época, a Igreja SUD via a homossexualidade como perversa e pecaminosa, e seu amor como profano. Qualquer aceitação de gays tinha que ser sussurrada.

Desde então, houve uma mudança radical entre a Igreja SUD e seus membros gays.

A Igreja SUD de hoje diz que ser gay não é um pecado, apesar de agir de acordo. Continua a se opor ao casamento gay, apesar de apoiar as medidas anti-discriminação de Salt Lake City e Utah.

Tueller disse que uma das principais prioridades estratégicas da Afirmação em 2018 tem sido preparar melhor seus membros e líderes com informações sobre trauma e prevenção de suicídio.

Em fevereiro, os líderes da Afirmação se reuniram com o Departamento de Relações Públicas da Igreja SUD para solicitar financiamento para treinamentos suicidas. Em abril, a Fundação SUD concedeu os US $ 25.000 solicitados.

Nos próximos três anos, os instrutores de prevenção de suicídio realizarão treinamentos em todas as conferências da Afirmação realizadas em todo o mundo. A afirmação também disponibilizará treinamentos on-line sobre prevenção de traumas e suicídios sem custo para os membros da Afirmação e outros.

A taxa de suicídio de jovens em Utah cresceu em ritmo alarmante, de acordo com estudos recentes conduzidos pelos Centros Federais de Controle e Prevenção de Doenças. A taxa de suicídio do estado entre os jovens de 10 a 17 anos mais do que dobrou de 2011 a 2015. Ela cresceu a um ritmo anual quase quatro vezes mais rápido do que a média nacional.

Ao todo, 150 jovens morreram por suicídio ao longo do período de cinco anos.

Na semana passada, a Igreja SUD lançou uma nova série de vídeos pedindo compaixão e amor para aqueles que experimentam pensamentos suicidas e se sentem marginalizados. O apóstolo Mórmon Dale G. Renlund também denunciou como “totalmente falsa” a “velha noção sectária de que o suicídio é um pecado e que alguém que comete suicídio é banido para o inferno para sempre”.

Se você ou alguém que você conhece está sofrendo de depressão ou pensamentos suicidas, ligue para a CVV  Telefone 188 ou visite o site onde você pode conversar com alguém por texto ou bate-papo.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*